Text size

 20130401O Velho que Lia Romances de Amor

Luís Sepúlveda

AUTOR: Luís Sepúlveda nasceu em Ovalle, Chile, a 4 de Outubro de 1949. É escritor, realizador, jornalista e ativista político. Reside em Gijón, Espanha, após ter habitado em vários locais do mundo e viajado por outros tantos; destaca-se a sua participação numa missão de estudo da UNESCO entre os Índios Shuar, no Equador.

Fazendo parte da guarda pessoal do Presidente Salvador Allende, encontrava-se no Palácio de la Moneda, Santiago do Chile, no dia do golpe militar de 11 de Setembro de 1973, que levou ao poder Augusto Pinochet. Na sequência do mesmo, Sepúlveda foi forçado a abandonar o país.

É, indubitavelmente, um perspicaz narrador de viagens e aventureiro nos confins do mundo. Concilia, com sucesso, o gosto pela descrição de lugares sugestivos e paisagens irreais com o desejo de contar histórias sobre o homem, através da sua experiência, dos seus sonhos, das suas esperanças. De entre os seus romances, destacam-se As Rosas de Atacama, Patagónia Expresso, Poder dos Sonhos e História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar.

RESUMO: Antonio José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis, a respeitar os animais que a povoam, mas também a caçar e descobrir os trilhos mais indecifráveis.

Um certo dia, decide começar a ler, com paixão, os romances de amor que, duas vezes por ano, lhe leva o dentista Rubicundo Loachamín, para ocupar as solitárias noites equatoriais da sua velhice anunciada. Com eles, procura alhear-se da fanfarronice estúpida dos estrangeiros e garimpeiros que julgam dominar a selva, porque chegam armados até aos dentes, mas que não sabem enfrentar uma fera a quem mataram as crias. 

O Velho que lia Romances de Amor é um "clássico" da literatura sul-americana, sendo um livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura em Portugal. 

A sua linguagem cristalina e enxuta, bem como as aventuras e emoções do velho Bolívar Proaño têm conquistado o coração de milhões de leitores em todo o mundo. Luís Sepúlveda dedicou este romance a Chico Mendes, herói da defesa da Amazónia.

EDITORA: Porto Editora

Sugestão: Cândida Pombo

Agrupamento de Escolas de Seia - Rua Alexandre Herculano (sede) - 6270-428 SEIA - Telef: 238 315 717 - Fax: 238 317 416 - Email: direccao@aeseia.org