muertos banner

Na semana dos dias 1 e 2 de novembro, as docentes e alunos de Espanhol, estão a assinalar a celebração do Día de Muertos. Evocando a tradição hispano-americana, foi elaborado um altar de Día de Muertos, com os elementos mais comuns desta tradição, que pode ser visitado na Escola Secundária de Seia.

Em países como o México esta festividade é uma celebração da vida dos que partiram. Crê-se que neste dia os mortos vêm visitar os seus parentes e por isso são recebidos em festa. É-lhes preparado um altar (ofrenda) com a sua foto, a sua comida preferida, bebida, objetos pessoais, o tradicional “pan de muertos” e “calaveritas de azúcar” e outros elementos carregados de simbolismo (papel picado, sal, velas, cruz, flor cempasúchil, incenso ou copal).

Também nos cemitérios há um ambiente festivo e há uma grande decoração das campas, onde, ao fim do dia, se reúnem as famílias. Tornou-se, ainda, popular a figura La Catrina, um esqueleto vestido como uma dama.

 celebração, património cultural da humanidade desde 2003, remonta aos indígenas mesoamericanos (astecas e maias, entre outos) e celebra-se há, pelo menos, 3000 anos. Quando os espanhóis colonizaram estes povos, fizerem coincidir a data desta celebração com o dia de Todos os Santos.

Uma palavra de agradecimento aos alunos do 12ºI pela sua colaboração na preparação da atividade.

 


Imprimir