Text size

comenius 790 150

 O projeto Comenius, criado por iniciativa da Comissão Europeia e dirigido a alunos e professores, visa, sobretudo, melhorar a qualidade e reforçar a dimensão europeia da educação, envolvendo todos os intervenientes e agentes da atividade educativa, bem como promover a sua mobilidade dentro do espaço europeu, perspetivando uma aprendizagem ao longo da vida, através de um maior conhecimento dos estados membros, das suas línguas e culturas e convidar à partilha de diferentes abordagens pedagógicas. Os objetivos fundamentais deste projeto visam, especificamente, desenvolver o conhecimento e sensibilizar os jovens e agentes educativos para a diversidade e para o valor das culturas e das línguas europeias, bem como ajudar os jovens a adquirir as aptidões e as competências básicas de vida, necessárias ao seu desenvolvimento pessoal, à sua futura vida profissional e a uma cidadania europeia ativa.

Não restam, pois, dúvidas que um projeto desta natureza é uma verdadeira fonte de inspiração, um aliciante desafio para uma preciosa partilha de enriquecimento cultural e humano e um alargamento de horizontes educativos para alunos que, de outra forma, teriam dificuldade em conhecer novas realidades, culturas e vivências. Neste sentido, a implementação de projetos de ensino multilaterais consubstancia uma mais-valia para os nossos jovens, a quem a dupla cidadania - Portuguesa e Europeia - pode proporcionar valências acrescidas, quer no seu presente, quer no seu futuro pessoal e profissional.

“Nutrição e Ambiente”- mudanças na alimentação ao longo dos tempos” é o título do Projeto Comenius que o Agrupamento de Escolas de Seia está a desenvolver, em parceria multilateral com quatro países Europeus: Itália, França - duas escolas da Região Autónoma de Guadaloupe nas Caraíbas -, Alemanha e Espanha. Este projeto tem a duração de dois anos e prevê três visitas de estudo, tendo a primeira sido realizada de 13 a 18 de Outubro de 2013, com a estadia, em Mosbach, Alemanha, de 20 alunos e três professoras do nosso Agrupamento, graças à aprovação, dada pela União Europeia, ao nosso Projeto e à atribuição da respetiva subvenção.

A este projeto está subjacente a ideia de averiguar as mudanças de hábitos alimentares ao longo dos tempos e em diferentes países. Hoje em dia, as gerações mais jovens enraizaram uma tendência para a “fast food”, que advém dos vícios alimentares nefastos, proporcionados por uma sociedade de consumo globalizada. Neste contexto e no que concerne à saúde, pretendemos identificar as disfunções que advêm do crescente abandono das dietas tradicionais de cada região/país, bem como da integração de novos padrões alimentares. Ao realizar esta identificação, podemos destacar qual a comida de primeira necessidade em cada região, assim como analisar o impacto de comida não saudável, relativamente às doenças que afetam cada vez mais os adolescentes, tais como a obesidade ou a deficiência nutricional.

Os objetivos do projeto prendem-se com a educação e promoção de hábitos alimentares saudáveis, tendo em vista a consciencialização dos jovens para a importância terapêutica de uma dieta saudável, aberta aos mais diversos sabores e à diversidade cultural.

Após todo o processo de elaboração e implementação de questionários iguais aos alunos de todos os países participantes, bem como tratamento e posterior comparação de dados, pretendemos que o resultado da pesquisa conste de um documento, em suporte digital, acessível a todos, de forma a optimizar os padrões alimentares de todos os intervenientes e, simultaneamente, conhecer e dar a conhecer culturas diferentes, respetivos hábitos alimentares e comidas típicas dos países envolvidos.

O projeto do nosso Agrupamento centrou-se na temática da produção e consumo do “Queijo da Serra”, o que proporcionará o estudo da fermentação láctea nas aulas de Biologia e a realização de estudos comparativos sobre a produção, consumo e exportação do referido produto, ao longo dos tempos.

Cada país interveniente tem o seu tema específico, mas este primeiro encontro em Mosbach, Alemanha, teve como principal objetivo o estudo da Nutrição e contou com a colaboração de uma Professora da Universidade de Hohenheim, Petra Foster, que trabalhou com alunos e professores de Biologia de todas as nacionalidades.

O “seminário “Foster” incidiu na temática da Nutrição e no estudo do programa de computador ”Nutrisurvey”, um instrumento de trabalho inovador e muito valioso para a análise de questionários sobre os hábitos alimentares e dietas dos nossos jovens. O NutriSurvey foi desenvolvido pelo professor Jürgen Herhard, da Universidade de Hohenheim, a partir da versão Inglesa EBISpro, para ser utilizado na recolha e análise de dados nutricionais, tendo sido partilhado com todas as escolas parceiras.

O questionário conjunto multilateral será implementado em todas as escolas parceiras, durante o primeiro ano do projeto. Para além da comida mais genérica e abrangente, contém comidas típicas de todos os países intervenientes, o que reflete a multiplicidade de culturas dentro da unidade do projeto. No nosso agrupamento, será implementado nas três escolas, em diferentes níveis etários. Após o tratamento e análise dos dados obtidos, estes serão comparados com os dos parceiros.

O segundo ano terá como objeto de estudo o efeito da nossa dieta e hábitos alimentares no Meio Ambiente. No segundo encontro, previsto para Outubro de 2014, em Mairena del Alcor, perto de Sevilha, Espanha, pretendemos fazer um balanço de todo o trabalho efetuado até então e delinear um plano detalhado para o ano final (alguns meses) da parceria Comenius. Tendo em mente os resultados obtidos nos questionários dos cinco países, é nosso objetivo produzir materiais de ensino/aprendizagem em contexto de sala de aula, incluindo relatórios, vídeos, banda desenhada, entre outros. Estes materiais serão apresentados no terceiro encontro deste Projeto Comenius, a realizar em Seia, em Março de 2015, o qual visa a concretização das atividades de encerramento do Projeto.

Todos os materiais produzidos pelos cinco países serão reunidos num folheto, bem como em suporte digital, em língua Inglesa (língua oficial do projeto) pela coordenadora portuguesa. Este folheto pretende aventar conselhos e dicas sobre dietas saudáveis e estilos de vida em harmonia ambiental. Pretende-se que a questão ambiental esteja sempre presente, mormente no que concerne aos sistemas de produção e consumo industrial de comida.

Relativamente à visita de estudo à Alemanha, para além do Seminário Nutrisurvey, com a Professora Foster, realizaram-se outros seminários/”workshops” onde foram desenvolvidas atividades de cariz mais didático-lúdico envolvendo, sempre, grupos de alunos de todas as nacionalidades. Os alunos produziram um logotipo, um glossário acompanhado de “Podcasts”, que incluiu todos os idiomas dos intervenientes, um vídeo (com música portuguesa ao vivo) e um “wordle”, todos com incidência na temática da nutrição e ambiente.

A par dos dias de intenso trabalho, a estadia na Alemanha foi absolutamente inesquecível. Fomos recebidos com muito carinho e tivemos oportunidade de visitar locais fascinantes, como o Castelo de Guttenberg, onde assistimos a uma demonstração de aves de rapina. A experiência ”Bowling” foi profundamente multicultural. Visitámos a belíssima e antiga cidade de Mosbach. Fomos recebidos, amistosamente, na Câmara Municipal de Mosbach, tendo o Exmo. Presidente desta edilidade enviado cumprimentos a todos os seus congéneres.

No último dia, visitámos a belíssima cidade medieval de Heidelberg, o seu Castelo, a sua Universidade, que é a mais antiga da Alemanha, e a centenária prisão de estudantes universitários. Ao longo de toda a visita e dos trabalhos desenvolvidos, os alunos da nossa Escola revelaram um notável sentido de empreendedorismo, capacidade de socialização, excelente dinâmica de grupo, grande entusiasmo e um “know-how” que muito prestigiaram a construção da Cidadania Europeia, o nosso país, a cidade de Seia e o nosso Agrupamento.

Além do mais, demos a conhecer a gastronomia e os costumes da nossa região, Serra da Estrela (NUT III), e divulgámos um dos nossos ex-libris - o Queijo da Serra - que levámos connosco, para prova de todos os nossos parceiros, que o apreciaram imenso, tal como os típicos enchidos e o pão que lhes ofertámos.

Por tudo o que vivemos e sentimos, podemos assegurar, sem sombra de dúvida, que a experiência alemã foi indescritível e inolvidável pelo enriquecimento cultural e humano que a todos proporcionou.

A coordenadora do Projeto Comenius,

Cândida Perpétua Carvalho Batista Pombo

Agrupamento de Escolas de Seia - Rua Alexandre Herculano (sede) - 6270-428 SEIA - Telef: 238 315 717 - Fax: 238 317 416 - Email:  Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.