logo aeseia comprido mais 5
espaco 150talher4 envelope  lupa

 

Ao companheiro e colega Rui, onde, mesmo nas horas amargas, se mergulha nas águas límpidas duma simpatia inacabável:
 
Meta a meta fomos indo

Um dia de cada vez
Ora em pé ora caindo
À procura dos porquês
Às vezes a tropeçar
Quantas vezes não se tropeça
É assim o ensinar
Ser paciente sem ter pressa
Na demanda nos gastámos
Deixámos a pele o ser
Ideais até pintámos
Onde chega o atrever
Assim se constrói futuro
Com avanços com recuos
Aproveitámos o muro
Para sorrisos não amuos
Arte é tudo arte é vida
É um retoque é um pincelar
Aspiração atrevida
É um voo sem voar
Arte é aquilo que somos
É nossa marca na terra
É o traço do que fomos
Que nossa pegada encerra
As paredes desaparecem
E também aqueles que as veem
Logo outras aparecem
Para aqueles que nelas creem

Gratos por tudo o que nos deste!

9/10/21

Álvaro Passeira

  20220329 rui